31 de julho – Dia de Santo Inácio de Loyola

Exemple

No próximo dia 31 será a festa litúrgica do santo fundador da Companhia de Jesus: Santo Inácio de Loyola!

 

Iñigo Lopez de Loyola – nome de batismo de Inácio de Loyola – nasceu numa família cristã, nobre e muito rica, no Castelo de Loyola, na cidade de Azpeitia, na Espanha, no ano de 1491. O mais novo de treze filhos, foi educado, com todo cuidado, para tornar-se um perfeito nobre. Cresceu apreciando os luxos da corte, praticando esportes, principalmente os equestres, seus preferidos.

Em 1506, sua família estava a serviço de João Velásquez de Cuellar, tesoureiro do reino de Castela, do qual era aparentada. No ano seguinte, Iñigo tornou-se pajem e cortesão no castelo desse senhor. Lá, aprimorou sua cultura, tornou-se excelente cavaleiro e tomou gosto pelas aventuras militares.
Dez anos depois, em 1517, optou pela carreira militar. Por isso foi prestar serviços a outro parente, não menos importante, o duque de Najera e vice-rei de Navarra, o qual defendeu em várias batalhas, militares e diplomáticas.

Mas, em 20 de maio de 1521, uma bala de canhão mudou sua vida. Ferido por ela na tíbia da perna esquerda, durante a defesa da cidade de Pamplona, ficou durante meses em convalescença no castelo de sua família. Nesse tempo, não havendo romances de cavalaria para se entreter, sua cunhada Madalena deu-lhe para ler livros que eram dela, A Vida de Cristo, escrita por Ludolfo de Saxônia, e a Legenda Áurea, livro sobre a vida dos santos, narrada por Jacopo Varazze.

A princípio, Iñigo leu-os com antipatia, deixando-os de lado para sonhar sobre seu futuro. Depois, cansado de sonhar, retomava a leitura dos livros que lhe foram causando impressão cada vez mais profunda. Reparou que seus sonhos o tornavam vazio, e suas leituras lhe enchiam o coração. E assim foi tocado pela graça. Seus olhos se abriram e isso foi o princípio de sua volta para Deus. Já curado, trocou a vida de militar por uma vida de dedicação a Deus. Foi, então, à capela do santuário de Nossa Senhora de Montserrat, abandonou sua espada no altar e deu as costas ao mundo da corte.

Durante um ano, de 1522 a 1523, viveu retirado numa caverna em Manresa (cidade espanhola), como eremita e mendigo, o tempo todo em penitência, na solidão e passando as mais duras necessidades. Lá, durante esse período, preparou a base do seu livro mais importante, os Exercícios espirituais. E sua vida mudou tanto que do campo de batalhas passou a transitar no campo das ideias, indo estudar Filosofia e Teologia em Paris e Veneza.

Em Paris, em 15 de agosto de 1534, juntaram-se a ele mais seis companheiros, e fundaram a Companhia de Jesus. Entre eles estava Francisco Xavier, que se tornou um dos maiores missionários da Ordem e também santo da Igreja. Mas todos só foram ordenados sacerdotes em 1537, quando concluíram os estudos, ocasião em que Iñigo tomou o nome de Inácio. Três anos depois, o Papa Paulo III aprovou a nova Ordem e Inácio de Loyola foi escolhido para o cargo de Superior-Geral.

Ele preparou e enviou os missionários jesuítas ao mundo todo, para fixarem o cristianismo, especialmente aos nativos das terras do novo continente – a América. Entretanto, desde que esteve no cargo de Superior-Geral da Ordem, Inácio nunca gozou de boa saúde. Muito debilitado, morreu no dia 31 de julho de 1556, em Roma, na Itália.

A sua contribuição para a Igreja e para a humanidade foi a sua visão do catolicismo, que veio de sua incessante busca interior e que resultou em definições e obras cada vez mais atuais e presentes nos nossos dias. Atualmente a Companhia de Jesus é a maior ordem religiosa católica no mundo, presente em obras sociais, educacionais, culturais, vocacionais entre tantas outras.

Santo Inácio de Loyola foi canonizado pelo Papa Gregório XV em 1622. A sua festa é celebrada na data de sua morte (31 de julho) nos quatro cantos do planeta onde os jesuítas atuam.

Para saber mais sobre a vida e obra de Santo Inácio de Loyola, consulte o acervo da nossa Biblioteca. Nosso horário de funcionamento é de terça à sexta-feira, das 9 às 16h30.


Compartilhe: