Integrantes

Felipe Bernardo

Natural de Botucatu, concluiu o bacharelado em Música – Piano Popular na Faculdade Santa Marcelina (FASM) em São Paulo, sob a orientação de Mariô Rebouças e Ilza Antunes, aperfeiçoando–se no CLAM (Zimbo Trio) com Nelson Bergamini na mesma época que iniciou o curso de graduação. Na faculdade, regeu o “Coral Livre da FASM”, curso de extensão dedicado a difundir a música coral. Acompanhou o Coral Santa Marcelina de Botucatu de 2000 à 2014, sob a regência do Prof. José Alberto Corulli, com quem teve grande parte de sua formação artístico-musical. Com este coro participou de turnês nacionais e internacionais.
Tocou como solista e organista/pianista colaborador em diversos países, dentre eles Estados Unidos, Portugal, Itália, Alemanha, Suíça e Bolívia.
Participou de cursos e festivais voltados para música popular e erudite, nas áreas de performance musical, regência coral e orquestral e educação musical.
Fez os estudos na area de regência coral com José Alberto Corulli, João Batista Biglia, Beat Raaflaub (Suiça), Paulo Celso Moura (OSESP), Eduardo Lakschevitz (UNIRIO) e Henry Leck (Indiana-USA), dentre outros.
De 2009 à 2011 foi Organista Assistente na Basílica Nossa Senhora do Carmo.
Desde 2008 é Organista Titular e Mestre de Capela no Pateo do Collegio – sua principal atividade – onde compõe repertório sacro/litúrgico e rege a Schola Cantorum do Pateo.
Colabora como organista com importantes coros, destacando o projeto “Bachianas Paulistas” – Cantatas de Bach com o Coro Luther King, sob a regência do Mto. Martinho Lutero Gallati e a participação como continuista na montagem do “Messias” de Handel, no Theatro Municipal de São Paulo com o Coral Paulistano e OER.
Desenvolve intensa atividade como solista e camerista.
Atualmente é aluno regular do Programa de Pós Graduação em Música da UNESP, Mestrado em Performance Musical – Órgão, sob orientação da Prof. Dr. Dorotea Kerr.

 


 

Ana Raquel Rodrigues

Há 30 anos trabalha com Canto Coral como ensaiadora, regente e cantora (mezzo-soprano).
Cursou Composição e Regência na Faculdade Santa Marcelina. Estudou canto lírico com a mezzo-soprano Inês Stockler e canto popular com Maria Alvim. Cursou em 2014 Teoria Musical com ênfase em Análise na University of Edinburgh’s Reid School of Music (recentemente classificada em primeiro lugar no Reino Unido).
Tem vasta experiência em ensaiar e reger diferentes estilos e formações de grupos vocais, tais como Sacro, Gospel, MPB, Jazz e Erudito, tendo participado de um quinteto vocal feminino que gravou nos EUA faixa em um CD de Jazz que rendeu um destaque da crítica no site Jazzreview.com.
Atuou como regente do Coral Livre da FASM-Faculdade Santa Marcelina, pertencente aos Cursos de Extensão da faculdade. Ministra aulas de musicalização, percepção e técnica vocal em escolas particulares e igrejas.
Criou e utiliza seu próprio método de “Musicalização e Percepção” voltada para cantores de coro amador, baseado na sua extensa vivencia com seus alunos.
Sua didática dinâmica e motivadora é constantemente elogiada pelos alunos e outros profissionais, e consegue atingir resultados consistentes e singulares.

 


 

Eduardo Oliveira

Nascido em Santa Rita do Sapucaí, Minas Gerais, iniciou na música aos cinco anos de idade tocando acordeon. Posteriormente, cursou piano erudito no Conservatório Estadual de Música Juscelino Kubitschek de Oliveira, em Pouso Alegre. Ainda em sua cidade natal, colaborava em várias igrejas como tecladista e diretor musical, além de manter sua atividade como acordeonista em vários grupos de música popular.
Atualmente é aluno da Graduação em Regência na UNESP e tem o Órgão como instrumento complementar, com aulas ministradas pela organista Dorotéa Kerr. Participou de congressos com organistas nacionais e internacionais entre eles Janette Fishell (organista e professora da Universidade de Indiana – EUA) contando com aulas e masterclasses. Desde 2015 é organista assistente no Pateo do Collegio.

 


 

Flávio Fachini Ferreira

Natural de São José dos campos, começou os estudos de música aos 16 anos com Clara Zarur, com quem teve aulas de piano erudito e popular.
Aos 18 anos entrou no Coro Jovem Sinfônico de São José dos Campos, aprimorando o estudo de solfejo, teoria musical, técnica vocal e fonética de vários idiomas. Com este grupo participou de montagens de grandes obras como Nona Sinfonia de Beethoven, Réquiem de Mozart, Réquiem de Fauré (como solista), Réquiem de Verdi, Carmina Burana de Carl Orff, Paixão Segundo São João de J.S. Bach, Lobgesang de Mendelsohn entre outras.
Integrou o Coro Jovem do Estado por dois anos (2008 e 2010), participando de concertos pela cidade de São Paulo, e Campos do Jordão com repertório renascentista, barroco e brasileiro.
No Theatro São Pedro fez parte das temporadas de 2010 e 2011, integrando os coros das óperas: Rogoletto de Verdi, Viúva Alegre de Lehár, Norma de Bellini, Romeu e Julieta e Gounod e Guarani de Carlos Comes. Além de concertos sinfônicos e óperas em forma de concerto.
Em 2014 foi professor de coral no projeto OCA dos Jesuítas em Embu das Artes que atende aproximadamente 200 jovens da cidade.
Está cursando licenciatura em Música na Universidade de São Paulo – ECA/USP.
Desde 2014 é professor de Solfejo no Coro Jovem Sinfônico de São José dos Campos.
Desde 2011 é monitor e professor de técnica vocal na Schola Cantorum do Pateo do Collegio.


Compartilhe: