Série de concertos – Duo Fauré

Exemple

Série de Concertos apresenta

Duo Fauré

Com: Joana Matera, cantora lírica e Jaílton Araujo, pianista.

Programa

Soprano Joana Matera

Piano Jailton Araújo

 

En Priére – Gabriel Fauré

Domine Deus- Antônio Vivaldi

Pie Jesu- Gabriel Fauré

 

Laudate Dominus- Wolfgang Amadeus Mozart

Tu Vergine Corona- W.A.Mozart

 

Ave Maria- Fraz Schubert

Ave Maria – Giulio Caccini

 

Magnificat- M. Frisina

 

Virgin tutto amor- Francesco Durante

Ave Maria- Jakob Arcadelt

 

Oh! Had I Jubal’S Liyre- George Frederic Händel

O Divine Redemeer – Charles Gounod

 

Pai Nosso- Albert Mallote

Ave Maria- Charles Gounod

Read More →
Compartilhe:
Exemple

O Coral Vozes Paulistanas foi criado em 2005 por Teresa Longatto e alunos com o objetivo de divulgar a música brasileira do séc XVIII ao XX de autores como José Maurício Nunes Garcia, André da Silva Gomes, Manuel Dias de Oliveira e anônimos de Ouro Preto (MG). Busca também a interpretação fiel da MPB com influência do choro, maxixe e polca. Recentemente, inclui o sacro europeu e ópera cênica ao repertório em parceria com orquestras da Grande São Paulo apresentando obras como Falstaff de Verdi, Iphigenia in Tauris de Gluck, Missas em Sol e Lá de Schubert, Missa da Coroação e Réquiem de Mozart. O grupo se apresenta regularmente na capital e interior de São Paulo e realizou concertos no Uruguai nas cidades de Montevideo, Salto e Bella Union em 2006 e 2007.

Teresa Longatto é especialista em Metodologia do Ensino Superior e formou-se em Regência Coral e Canto pela Faculdade de Artes Alcântara Machado onde estudou piano e flauta transversal. Aperfeiçoa seus estudos de canto com o renomado professor Carmo Barbosa e de Fisiologia da Voz com a Dra. Silvia Pinho.  Foi preparadora coral das óperas Don Pasquale, Carmen, Iphigenia in Tauris, Falstaff, Colombo, Il Guarany, Romeu e Julieta e A Viúva Alegre, todas realizadas no Teatro São Pedro entre 2011 e 2014. Em 1998, com a Camerata Novo Horizonte, gravou o “Ophicium – 1816” de José Maurício Nunes Garcia, considerada a primeira gravação mundial desta obra. Como integrante do Brasilessentia Grupo Vocal, realizou três turnês pela Itália – incluindo o Vaticano – e gravou cinco CD’s, cujo repertório de música brasileira dos séculos XVIII e XIX, foi extraído de partituras originais de arquivos sacros localizados em São Paulo e Minas Gerais. Por 30 anos fez parte do Departamento de Música da FMU-FIAM/FAAM, dá palestras e oficinas em cidades de São Paulo e, no Uruguai, promoveu importante aula-espetáculo na Universidade da República e concerto de gala no Teatro Sollis de Montevidéu.

Read More →
Compartilhe:
Exemple

O Museu de Arte Sacra dos Jesuítas apresenta a Série de Concertos 2017!

Este mês contaremos com a participação do duo de cordas, violino e violoncelo, formado pelos músicos Paulo Paschoal e Douglas Kier! 

Programa da Apresentação

  • F.C.’s Jig por Mark O’Connor
  • Chief Sitting in the Rain – arr. Mark O’Connor e Edgar Meyer (com contra baixo)
  • Duo de violino e violoncelo por Beethoven (em Dó maior)
    Allegro comodo
    Larghetto sostenuto
    Rondo – Allegretto (Vivace)
  • Passacaglia (baseado no Suite No. 7 em sol menor para cravo) por Johann Halvorsen

 

Paulo Paschoal 

Paulo Paschoal iniciou seus estudos de violino com seu pai aos 4 anos de idade, mas foi a admiração e a vontade de tocar como o irmão mais velho, que o motivo a seguir em frente. Com 9 anos deu continuidade aos estudos em um conservatório musical, onde venceu vários concursos.
Foi professor de violino do Instituto Baccarelli, que tem por objetivo a formação musical e artística de crianças e jovens de regiões carentes.
Já tocou na Orquestra Sinfônica de Sorocaba e Orquestra Sinfônica de Santos. Desde 1994 faz parte do Naipe de Primeiros Violinos da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo – OSESP.

Gravou CDs com nomes renomados da música brasileira como: Roberto Carlos, Chico César, entre outros. Também dividiu o palco com artistas como Ney Mato Grosso e Milton Nascimento. Possui diversos trabalhos solo gravados: o primeiro apresenta as obras do compositor Niccoló Paganini.
No segundo, acompanhado por um grupo de choro, interpreta as composições de Abel Ferreira e Alexandre Guerra. Com a Camerata Darcos gravou também um tributo a Zequinha de Abreu, Tributo aos The Beatles, além de inúmeros CDs gravados com a OSESP.

 

Douglas Kier

Nascido em Cleveland, EUA, começou a estudar música aos sete anos. Freqüentou a Northwestern University, em Illinois, e fez mestrado em música pelo Cleveland Institute of Music. Teve como principais professores Alan Harris, Stephen Geber e Regina Mushabac.

Em 1989, tornou-se membro da Youngstown Symphony, em Ohio, onde atuou como concertino e foi membro fundador do Youngstown Symphony String Quartet. Em 1992, passou a integrar o Westbrook String Quartet, conjunto em residência da Youngstown State University, e participou do Bay View Music Festival, de Michigan. Também tocou com a Warren Chamber Orchestra e a Canton Symphony Orchestra, de Ohio, e com a Erie Philharmonic, na Pensilvânia.

De 1996 a 1998, foi professor do Allegheny College e do Westminster College, na Pensilvânia. Como intérprete e professor, participou de diversos festivais, como os de Aspen, Keystone, o Strings in the Mountains, no Colorado, e o Bay View Music Festival, em Michigan.

Na Osesp desde 1998, Doug foi membro do Sexteto OSESP, do trio PiuCello! e do Trio Súbito.  Também atuou como professor substituto em 2008 na UNESP.  Ele é um membro original do Percorso Ensemble, aparece com a Camerata Aberta e colabora frequentemente  com o Quinteto Brasileiro de Cordas e Camerata Darcos.

Read More →
Compartilhe:
Exemple

Todos os meses o Museu de Arte Sacra dos Jesuítas traz apresentações musicais à antiga Igreja de Nossa Senhora do Rosário. Em outubro contaremos com a apresentação da Orquestra de Câmara do Colégio Visconde de Porto Seguro! Evento Gratuito! 
Fundada em 1982 no Colégio Visconde de Porto Seguro pelo professor Alfons Moritz, a orquestra é constituída por alunos, ex-alunos, pais, professores e amigos da escola. Vários maestros, na maioria professores vindos da Alemanha, foram dirigentes da orquestra que já se apresentou em teatros, escolas, igrejas e clubes. O repertório abrange a música para cordas de diversos períodos, do barroco ao contemporâneo. Atualmente é regida por Gretchen Miller.

 

Programa

Arcangelo CorelliLa Follia

Adagio
Poco piú animato
Allegro moderato
Vivace
Andante
Vivace
Poco piú vivo
Tranquilo

Dimitri ShostakovitchPrelude e Polka

Jean Sibelius – Arioso
Solista: Raíza Klippel

Gustav HolstSaint Paul’s Suite
Vivace

José BragatoGraciela y Buenos Aires
Solista: Gretchen Miller

Erik SatieGymnopédie no. 1
Solista: Gretchen Miller

Arr. Karen Feldman

Astor Piazzolla Libertango

Gretchen Miller

Natural dos Estados Unidos, fundou a primeira Orquestra Filarmônica Infanto-Juvenil, com qual viajou para a Alemanha e os Estados Unidos. Durante quatro anos regeu a Orquestra Sinfônica Jovem Municipal e por oito anos, a Orquestra Sinfônica Infanto- Juvenil da Escola Municipal de
Música. Atualmente leciona Música de Câmara na Faculdade Santa Marcelina e rege a Orquestra de Câmara do Colégio Visconde de Porto Seguro.

 

Regentes convidadas

Karen Feldman. É regente e compositora formada pelo Instituto de Artes da UNESP. Atuou como regente assistente na Orquestra Jovem Municipal de Guarulhos e na Orquestra Sinfônica Municipal de Santos. Atualmente é regente da Orquestra Bandolins de São Paulo e arquivista artística no Teatro Municipal de São Paulo.

Marina Kahowec. Bacharel em Regência pela UNESP, começou sua carreira musical aos seis anos de de idade e integrou grupos como Coros Infantil e Juvenil da Osesp, Orquestra Sinfônica Infanto Juvneil da EMM, Sinfonieta Paulista e Orquestra de Câmara Porto Seguro. Foi regente assistente da Orquestra Filarmônica Infanto Juvenil de São Paulo na temporada de 2014 e esteve a frente de orquestras como L’Estro Armonico, Orquestra Acadêmica da Unesp, Orquestra de Câmara Porto Seguro e Coro de Câmara da Unesp.

 

Soprano

Raïza Klippel. É natural de Vila Velha, ES, iniciou seus estudos em 2010, na ETEC de Artes de São Paulo. Em 2011 ingressou na ESESP – Tom Jobim, onde estudou com o Professor Adriano Vasconcellos, e em 2015 graduou-se bacharel em canto lírico pelo Faculdade Santa Marcelina, sob orientação da Professora Joana Mariz. Já cantou em locais como a Capela do Páteo do Collegio e o Teatro Laura Abrahao, e com a Orquestra de Câmara Visconde de Porto Seguro em 2014, retornando neste segundo semestre de 2016 para uma nova temporada de concertos.

 

Integrantes

Violino I: Betina Schmidt, Marina Kahowec, Edna Peres, Debora Marino, Paulo Henrique Costa, Alice Kowaltowski.
Violino II: Luise Schmalz, Elinor Schmalz Cardillo, Karen Fedman, Jessé Siqueira, Vinicius Toledo, Raíza Klippel, Petra Grot.
Viola: Felipe Correa Duarte, Viviane Magalhaes, Radegundis Barrios, Luiz Kobayashi.
Cello: Alfredo Santos, Rebeca Furquim, Silvia Lozano, Patricia Aguiar, Natália Lemus Duarte.
Contrabaixo: Ricardo Bigio.

Read More →
Compartilhe: