Série de Concertos Natalinos

Exemple

Todos os anos o Museu de Arte Sacra dos Jesuítas realiza uma programação especial em decorrência do Natal! No mês de dezembro, nos três primeiros sábados que antecedem a data, haverá apresentações na antiga Igreja de Nossa Senhora do Rosário! No segundo dia da série, temos a honra de receber o coral En’Canto das Artes!

CORAL EN’CANTO DAS ARTES
O Coral En’Canto das Artes, com 5 anos de existência, trabalha com seus coralistas em gêneros ecléticos de repertório a Capella, entre eles: MPB, Negro Spiritual, Sacro, Clássico, Erudito. O coral hoje conta com 20 integrantes, munícipes de Embu das Artes e de diversas áreas e profissões como: professores, artistas plásticos, contadores, estudantes, arquitetos, engenheiros, psicólogos; que realizam ensaios regularmente, exercitando música teórica, técnica vocal e harmonia, através do repertório proposto pelo regente, dando oportunidade de formação musical básica e canto básico a seus integrantes. O coral conta com a regência de Eduardo Ribeiro.

encanto das artes
IMG_5346
Read More →
Compartilhe:
Exemple

Todos os anos o Museu de Arte Sacra dos Jesuítas realiza uma programação especial em decorrência do Natal! No mês de dezembro, nos três primeiros sábados que antecedem a data, haverá apresentações na antiga Igreja de Nossa Senhora do Rosário! No primeiro dia da série, temos a honra de receber as apresentações da Orquestra de Câmara Miller e da cantora Ana Luisa Ramos!

 

Orquestra de Câmara Miller

Fundada em 1982 no Colégio Visconde de Porto Seguro, a Orquestra de Câmara Miller inicia uma nova direção em 2017. Os integrantes são músicos amadores e profissionais, além de professores de música, diretores de escolas de música e regentes. A orquestra possui um repertório para cordas vasto, do barroco ao contemporâneo, e inclui solistas de violino, violoncelo, contrabaixo, flauta, clarinete, trompete, canto, cravo e piano. Apresenta-se em teatros, museus, igrejas, clubes, e escolas e faz apresentações com corais. A orquestra conta com a regência de Gretchen Miller, natural dos Estados Unidos, fundou a primeira Orquestra Filarmônica Infanto-Juvenil, com qual viajou para a Alemanha e os Estados Unidos. Durante quatro anos regeu a Orquestra Sinfônica Jovem Municipal e por oito anos, a Orquestra Sinfônica Infanto-Juvenil da Escola Municipal de Música. Atualmente leciona Música de Câmara na Faculdade Santa Marcelina e rege a Orquestra de Câmara Miller.

 

Ana Luisa Ramos

Nascida em Ribeirão Preto e radicada em São Paulo, Ana Luísa Ramos vem se destacando tanto no cenário lírico quanto no popular. Com repertório que vai da música erudita ao jazz e MPB, e estudos no Brasil, Argentina e Áustria, a cantora possui uma versatilidade raramente vista e uma voz que impressiona.

 

 

Ana Luisa Ramos e Orquestra de Câmara Miller

Pateo_06.05.2018_33

Ana Luísa Ramos em apresentação no Pateo do Collegio

Pateo_06.05.2018_30

Ana Luísa Ramos em apresentação no Pateo do Collegio

Ana Luísa Ramos - (2)

Ana Luisa Ramos

20160820_174950

Orquestra de Câmara Miller

IMG_4134

Apresentação Orquestra de Câmara Miller no Museu de Arte Sacra dos Jesuítas em 2016

IMG_4152

Apresentação Orquestra de Câmara Miller no Museu de Arte Sacra dos Jesuítas em 2016

Read More →
Compartilhe:
Exemple

Todos os anos o Museu de Arte Sacra dos Jesuítas realiza uma programação especial em decorrência do Natal! No mês de dezembro, nos três primeiros domingos que antecedem a data, haverá apresentações! No segundo dia da Série Natalina temos a honra de apresentar o Conjunto de Bandolins de São Paulo!

Conjunto de Bandolins de São Paulo é um grupo musical formado de bandolins, bandola e violão tocados atualmente por oito integrantes e uma maestrina. Sua origem é da Orquestra Bandolins de São Paulo, fundada em 1956 por três irmãs e um grupo de amigos, regida por 25 anos pelo maestro Silas de Oliveira. Seu repertório é bem eclético, apresentando tanto músicas originais para esta formação quanto arranjos e adaptações, de música clássica assim como folclóricas e populares. Faz apresentações para públicos variados em locais como auditórios de teatros e clubes, escolas, museus, bibliotecas entre outros.

 

Regente:

Karen Feldman

Karen Feldman é regente e compositora formada pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) e violonista pelo Conservatório Musical Beethoven. Desde cedo mostrou seu interesse por música, estudando piano, violão, violino e atuando em diversos corais. Estudou regência com os maestros Samuel Kerr, Vitor Gabriel, Carlos Kaminsky, Abel Rocha e Lutero Rodrigues. Participou dos cursos de Regência Orquestral com o maestro Osvaldo Ferreira (Portugal) na Oficina de Música de Curitiba em 2003 e 2006, com o maestro Carlos Moreno no Festival Eleazar de Carvalho em Fortaleza em 2004 e com o maestro Daisuke Soga (Japão) no Festival de Música de Londrina em 2007 e 2008. Foi Regente Assistente do maestro Emiliano Patarra na Orquestra Jovem Municipal de Guarulhos de 2006 a 2010 e do maestro Luís Gustavo Petri na Orquestra Sinfônica Municipal de Santos de 2009 a 2011. Desde 2006 tem trabalhado com a Orquestra Bandolins de São Paulo. Além de ter lecionado na Organização Social Guri Santa Marcelina, também leciona em aulas particulares. É arquivista artística no Theatro Mvnicipal de São Paulo e atua como violinista na Orquestra de Câmara Miller.

 

Primeiros Bandolins:

Vera Melo Reis

Gabriel Abuhab

Helmuth Stapf

 

Segundos Bandolins:

Lindi Stroebele

Renate Brunckhorst

Flavia Perazzolo

 

Bandola:

Nikolai Melnikoff

 

Violão:

Denise Garcia

 

Repertório:

– Coral Santo Antonio – Haydn
– Zur Weinachtszeit – Wolki
– Jesus, alegria dos homens – Bach
– Cantam anjos – Mendelssohn
– O primeiro Natal – tradicional inglesa
– Noite Feliz – Gruber/ Klose
– Feliz Natal – Villa-Lobos

 

Read More →
Compartilhe:
Exemple

Todos os anos o Museu de Arte Sacra dos Jesuítas realiza uma programação especial em decorrência do Natal! No mês de dezembro, nos dois primeiros domingos que antecedem a data, haverá apresentações especiais! No primeiro dia da Série Natalina temos a honra de trazer o grupo vocal Voz Moscada!

 

Voz Moscada

Grupo vocal formado em janeiro de 2004. Desde a sua criação, o grupo cultiva um repertório bastante variado que contempla diversas épocas e estilos musicais, explorando as possibilidades musicais existentes quando se canta a cappella. Com arranjos e composições especialmente escritos para este tipo de formação vocal, o Voz Moscada mescla canções eruditas à música popular brasileira, contemplando também compositores latino-americanos, canções natalinas, entre outros. A direção musical é de Giuliana Frozoni.

 

Sopranos:

– Fabiana Almeida

– Giuliana Frozoni

– Sandra Kaetsu

 

Contraltos:

– Elaine Rangel

– Flora Malta

– Lidiana Mincov

– Ligia França

 

Tenores:

– Pedro Broggini

– Valdir Maia

 

Baixos:

– Artur Rozin

– Leonardo Andrade

– Luiz Coradazzi

 

 

Repertório:

 

– Veni Veni Emmanuel (Zoltán Kodály)

– La Virgen Lava Pañales (versão coral: José L. Blasco)

– Carnavalito de Nochebuena (tradicional)

– Oy Nace una Clara Estrella (anônimo)

– Adam lay ybounden (Boris Ord)

– An Irish Blessing (tradicional Irlanda)

– Hodie Christus Natus Est (Niels La Cour)

– Natal (Tom Zé – arr. Damiano Cozzella)

– Lulajże, Jezuniu (canção natalina tradicional polonesa – arr. Giuliana Frozoni)

– Nell’Aparir Del Sempiterno Sole (Francesco Soto de Langa)

– Noite Feliz (arr. Pentatonix – versão em português: Valdir Maia)

– Fantasia (Chico Buarque de Hollanda – arr. e fuga: Alexandre A. T. Sanches)

– Domingo no Parque (Gilberto Gil – arr. A. Sanches)

– Dindi (Tom Jobim e Aloysio de Oliveira- arr. Giuliana Frozoni)

– Amora (Renato Teixeira – arr. Giuliana Frozoni)

 

 

Apresentação do grupo vocal Voz Moscada, no Museu de Arte Sacra dos Jesuítas em Embu das Artes, dia 27/08. Fotos de Roberta Borges

Read More →
Compartilhe:
Exemple

O Museu de Arte Sacra dos Jesuítas tem o prazer de apresentar a próxima atração da nossa série de concertos, o grupo JUPARÁ, coral da Universidade de São Paulo!

 

CORAL UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO – CORALUSP

Com um variado repertório que combina nomes da música brasileira e mundial, o CORALUSP é detentor de 5 premiações da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, conquistou a opinião crítica e o reconhecimento do público por seu repertório e execução de espetáculos, e está completando 50 anos.

Fundado em 1967, pelo maestro Benito Juarez e José Luiz Visconti, o coral era formado por alunos das unidades da Escola Politécnica e da Faculdade de Enfermagem. No mesmo ano, o “Coral Universitário Poli-Enfermagem” recebe o nome de “Coral Universidade de São Paulo – CORALUSP”. Em 1971 se incorpora à Reitoria da Universidade de São Paulo.

Em atividade constante desde sua fundação, hoje é formado por 15 coros, 7 regentes, 6 orientadores de técnica vocal e por volta de 560 coralistas, que se apresentam para públicos variados dentro e fora da Universidade.

O CORALUSP construiu em seus 50 anos uma trajetória que possui reconhecimento nacional e internacional, contando com apresentações nos Estados Unidos, África, Europa e Argentina em seu currículo.

Faz parte do quadro da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão da Universidade de São Paulo – PRCEU/USP, e foi contemplado por programas internacionais, como o Programa de Intercâmbio e Atividades de Cultura e Extensão da PRCEU/USP, levando ritmos brasileiros ao Berklee College of Music, em Valência, na Espanha, à Pontifícia Universidad Javeriana de Bogotá, Colômbia, e à École Nationale de Musique, em Villeurbanne, na França.

Recentemente, em junho de 2017, o CORALUSP recebeu o prêmio Colar Guilherme de Almeida, da Câmara Municipal de São Paulo.

 

CORALUSP Grupo JUPARÁ

 

O grupo Jupará apresenta o projeto “De corpo e alma”. O projeto visa apresentar obras do repertório coral de diferentes épocas e estilos, mas com ênfase na música antiga. O repertório combina composições sacras e seculares.

 

PROGRAMA DA APRESENTAÇÃO

Regente: Alberto Cunha

  1. Magnificat – Stefano Bernardi (c.1585-1636)
  2. Amen – Charles Camilleri (1931-2009)
  3. Weep, o mine eyes – John Bennet (c.1575-c.1614)
  4. Et in Spiritum Sanctum Dominum (da Missa K.139) – Wolfgang A. Mozart (1756-1791)

Marc Yves Chalom – tenor; Natacha Érika Ito – piano

  1. Quoniam tu solus sanctus (da Missa K.139) – Wolfgang A. Mozart

Carolina Corrêa – soprano; Vinícius Guedes – piano

  1. 4 Canções: La Biche; Un Cygne; Puisque tout passe; En Hiver – Paul Hindemith (1895-1963)
  2. Fatuidades humanas – Savino de Benedictis (1883-1971)
  3. Auprès de ma blonde – Anônimo (folclore-França) / arr.: Augustin Kubizek

Solistas: Marc Yves Chalom e Johnatan Duarte

  1. Unsere Trübsal – Johann Ludwig Bach (1677-1731)
  2. He trusted in God (do oratório “Messias”) – Georg F. Haendel (1685-1759)

 

Read More →
Compartilhe:
Exemple

Este mês o Museu de Arte Sacra dos Jesuítas tem a honra de apresentar a Orquestra de Câmara Miller!

Fundada em 1982 no Colégio Visconde de Porto Seguro, a Orquestra de Câmara Miller inicia uma nova direção em 2017. Os integrantes são músicos amadores e profissionais, além de  professores de música, diretores de escolas de música e regentes. A orquestra possui um repertório para cordas vasto, do barroco ao contemporâneo, e inclui solistas de violino, violoncelo, contrabaixo, flauta, clarinete, trompete, canto, cravo e piano. Apresenta-se em teatros, museus, igrejas, clubes, e escolas e faz apresentações com corais.

 

Regente: Gretchen Miller

Natural dos Estados Unidos, fundou a primeira Orquestra Filarmônica Infanto-Juvenil, com qual viajou para a Alemanha e os Estados Unidos. Durante quatro anos regeu a Orquestra Sinfônica Jovem Municipal e por oito anos, a Orquestra Sinfônica Infanto-Juvenil da Escola Municipal de Música. Atualmente leciona Música de Câmara na Faculdade Santa Marcelina e rege a Orquestra de Câmara Miller.

 

Regente convidada: Karen Feldman

É regente e compositora formada pela UNESP. Foi regente Assistente do Maestro Emiliano Patarra na Orquestra Jovem Municipal de Guarulhos e do Maestro Luis Gustavo Petri na Orquestra Sinfônica Municipal de Santos. Desde 2006 trabalha com a Orquestra Bandolins de São Paulo. É arquivista artística no Teatro Municipal de São Paulo e atua como violinista na Orquestra de Câmara Miller.

 

Regente convidada: Marina Kahowec

Bacharel em Regência pela UNESP, começou sua carreira musical aos seis anos de idade e integrou grupos como Coros Infantil e Juvenil da OSESP, Orquestra Sinfônica Infantil Juvenil da EMM, Sinfonieta Paulista e Orquestra de Câmara Porto Seguro. Foi regente assistente da Orquestra Filarmônica Infanto-Juvenil de São Paulo e esteve a frente de orquestras como L’Estro Ármonico, Orquestra Aadêmica da UNESP, Orquestra de Câmara Porto Seguro e Coro de Câmara Unesp.

 

Clarinete: Daniel Cornejo

Bacharel em instrumento pela UNESP com Pós-Graduação em Gestão Cultural pelo SENAC, já integrou os seguintes grupos musicais: Orquestra Sinfônica Jovem do Estado, Orquestra Jovem Municipal, e a Banda Sinfônico do Estado. Foi professor de clarinete da EMESP durante 14 anos. Atualmente é professor de clarinete e regente da Orquestra Sinfônica Infanto-Juvenil da Escola Municipal de Música e Diretor Artístico e Regente da Orquestra Filarmônica Infanto Juvenil de São Paulo.

 

Soprano: Raíza Klippel

Natural de Villa Velha, ES, a cantora iniciou seu estudos em 2010 na ETEC de Artes de São Paulo. Em 2011 ingressou na EMESP, orientada por Adriano Vasconellos. Em 2015 graduou-se em canto lírico pela Faculdade Santa Marcelina, sob orientação de Joana Mariz. Atualmente integra o Coletivo Cromo, onde já realizou diversas apresentações no projeto contra.ponto subsidiado pelo Programa para Valorização de Iniciativas Culturais.

 

Tenor: Victor Fonseca

Natural de Belo Horizonte, MG, onde inicou na música aos 12 anos integrando o coral do Colégio Santo Antonio. Aos 17 anos, já em São Paulo, iniciou seus estudos em canto lírico em 2004 com o tenor Marcos Thadeu. Em 2009 na cidade de Fabius, NY, EUA, interpretou Gaston em “A Bela e a Fera”. Ingressou na EMM sendo orientado por Caio Ferraz e Eloisa Baldin. Em São Luiz, MA, fez Bastien na Ópera “Bastien e Bastienne”de Mozart. Atualmente continua seus estudos com Eloisa Baldin.

 

PROGRAMA DA APRESENTAÇÃO

 

Henry Purcell                                Suite Abdelazer

  1. A. Mozart Quinteto em La maior

Allegro

Allegretto com Variationi

Solista: Daniel Cornejo

 

Gustav Holst                                  Saint Paul’s Suite

Jig

Intermezzo

Finale

 

Giacomo Puccini                            “O mio babbino caro”

 

Giuseppe Verdi                               “Questa o quella”

 

Franz Léhar                                       “Lippen schweigen”

 

Giuseppe Verdi                                “Brindisi”

Soprano: Raíza Kippel

Tenor: Victor Fonseca

 

Integrantes:

Violino I

Marina Kahowec, Stephan Surerus, Edna Peres, Debora Marino, Cecilia Di Gianantonio Araúo, Flávio Magalhães, Rodrigo Moury Yabiku, Paulo Henrique Costa

Violino II

Luise Schmalz, Alice Kowaltowski, Elinor Schmalz Cardillo, Karen Feldman, Jessé Siqueira, Vinicius Toledo, Raíza Klippel, Petra Grot, Miguel Lotito

Viola

Felipe Correa Duarte, Viviane Magalhães, Betina Schmidt, Luiz Kobayashi, Radegundis Barrios

Violoncelo

Alfedo Santos, Benjamin Boudler, Patricia Aguiar, Natália Lemus Duarte, José Luis Carvalho Camargo, Ana Paola Melchheier

Contrabaixo

Ricardo Bigio

Read More →
Compartilhe:
Exemple

Em junho realizaremos mais uma edição do Encontro Temático. Neste mês o tema será A Música nos aldeamentos jesuíticos. A partir do histórico de instrumentos registrados no antigo aldeamento de Mboy, local que deu origem à cidade de Embu das Artes, discutiremos o ensino da música nos antigos aldeamentos da Companhia de Jesus. Haverá certificado para os participantes. O curso é voltado a todos aqueles que se interessam pela temática e acontecerá no dia 17/06/2017 das 10h00 às 16h00 (haverá uma hora de intervalo para o almoço).

Taxa de inscrição: R$ 25,00.
Maiores informações: masj@pateodocollegio.com.br. Faça sua inscrição aqui! 

Read More →
Compartilhe:
Exemple

O Museu de Arte Sacra dos Jesuítas apresenta a Série de Concertos 2017!

Este mês contaremos com a participação do duo de cordas, violino e violoncelo, formado pelos músicos Paulo Paschoal e Douglas Kier! 

Programa da Apresentação

  • F.C.’s Jig por Mark O’Connor
  • Chief Sitting in the Rain – arr. Mark O’Connor e Edgar Meyer (com contra baixo)
  • Duo de violino e violoncelo por Beethoven (em Dó maior)
    Allegro comodo
    Larghetto sostenuto
    Rondo – Allegretto (Vivace)
  • Passacaglia (baseado no Suite No. 7 em sol menor para cravo) por Johann Halvorsen

 

Paulo Paschoal 

Paulo Paschoal iniciou seus estudos de violino com seu pai aos 4 anos de idade, mas foi a admiração e a vontade de tocar como o irmão mais velho, que o motivo a seguir em frente. Com 9 anos deu continuidade aos estudos em um conservatório musical, onde venceu vários concursos.
Foi professor de violino do Instituto Baccarelli, que tem por objetivo a formação musical e artística de crianças e jovens de regiões carentes.
Já tocou na Orquestra Sinfônica de Sorocaba e Orquestra Sinfônica de Santos. Desde 1994 faz parte do Naipe de Primeiros Violinos da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo – OSESP.

Gravou CDs com nomes renomados da música brasileira como: Roberto Carlos, Chico César, entre outros. Também dividiu o palco com artistas como Ney Mato Grosso e Milton Nascimento. Possui diversos trabalhos solo gravados: o primeiro apresenta as obras do compositor Niccoló Paganini.
No segundo, acompanhado por um grupo de choro, interpreta as composições de Abel Ferreira e Alexandre Guerra. Com a Camerata Darcos gravou também um tributo a Zequinha de Abreu, Tributo aos The Beatles, além de inúmeros CDs gravados com a OSESP.

 

Douglas Kier

Nascido em Cleveland, EUA, começou a estudar música aos sete anos. Freqüentou a Northwestern University, em Illinois, e fez mestrado em música pelo Cleveland Institute of Music. Teve como principais professores Alan Harris, Stephen Geber e Regina Mushabac.

Em 1989, tornou-se membro da Youngstown Symphony, em Ohio, onde atuou como concertino e foi membro fundador do Youngstown Symphony String Quartet. Em 1992, passou a integrar o Westbrook String Quartet, conjunto em residência da Youngstown State University, e participou do Bay View Music Festival, de Michigan. Também tocou com a Warren Chamber Orchestra e a Canton Symphony Orchestra, de Ohio, e com a Erie Philharmonic, na Pensilvânia.

De 1996 a 1998, foi professor do Allegheny College e do Westminster College, na Pensilvânia. Como intérprete e professor, participou de diversos festivais, como os de Aspen, Keystone, o Strings in the Mountains, no Colorado, e o Bay View Music Festival, em Michigan.

Na Osesp desde 1998, Doug foi membro do Sexteto OSESP, do trio PiuCello! e do Trio Súbito.  Também atuou como professor substituto em 2008 na UNESP.  Ele é um membro original do Percorso Ensemble, aparece com a Camerata Aberta e colabora frequentemente  com o Quinteto Brasileiro de Cordas e Camerata Darcos.

Read More →
Compartilhe:
Exemple

Todos os anos o Museu de Arte Sacra dos Jesuítas realiza uma programação especial em decorrência do Natal! No mês de dezembro, nos três primeiros domingos que antecedem a data, nos dias 04, 11 e 18/12, haverá apresentações especiais! No terceiro e último dia da Série Natalina traremos a Associação Canto Coral Exsultate e o Oz Brass!

A Associação Canto Coral Exsultate dedica-se ao estímulo da prática do canto coletivo, atraindo e capacitando talentos de todas as idades. Trata-se de uma ação com forte interesse em incentivar, valorizar e compartilhar conhecimento com a comunidade local apresentando repertório de altíssimo nível e ao mesmo tempo extremamente cativante para um público leigo ou com pouco contato com coros e música coral.

Inspirada nas tradicionais Brass Band, Oz Brass, metais e percussão, é um grupo formado por profissionais interessados na pesquisa do repertório para metais e das diferentes sonoridades possíveis nestes instrumentos.

No programa haverá obras de Shütz, Cavalcanti, Krieger e outras peças tradicionais.

A entrada é gratuita e não é necessário retirar ingresso com antecedência.

Read More →
Compartilhe:
Exemple

No dia 17/12, das 9h às 12h, realizaremos a segunda edição do Encontro Temático: A Música nos aldeamentos jesuíticos. A partir do histórico de instrumentos registrados no antigo aldeamento de Mboy, local que deu origem à cidade de Embu das Artes, discutiremos o ensino da música nos antigos aldeamentos jesuíticos. As inscrições, no valor de R$20,00, podem ser realizadas aqui!

Read More →
Compartilhe: