Encontro Temático

Exemple

Neste mês de setembro, nosso Encontro Temático abordará o mobiliário no período colonial, tendo como ponto de partida o acervo do MASJ. Falaremos também sobre as residências e as técnicas construtivas do período.

O curso é gratuito e aberto a todos que se interessarem pelo tema, e será oferecido no dia 28/09, das 9h às 12h.

As inscrições estão abertas!

Faça a sua aqui:

https://forms.gle/CR96oYSAJr6QFT5h8

Read More →
Compartilhe:

Histórico

As Oficinas Culturais Anchieta (Projeto OCA), tem como missão auxiliar jovens em situação de vulnerabilidade social em seu desenvolvimento sociocultural, valorizando suas histórias de vida, fomentando seu preparo para o exercício da cidadania, sua qualificação para o trabalho, seu espírito comunitário e solidário.

Iniciado em 2002 no Pateo do Collegio, durante a reforma do Museu Anchieta, o Projeto OCA atendia cerca de 15 crianças e adolescentes entre 10 e 14 anos. As atividades eram oficinas de artesanato, realizadas terças e quintas-feiras nos períodos da manhã e tarde para moradores em situação de vulnerabilidade social do bairro Morro Doce (região Oeste de São Paulo). Recebiam passagens para transporte e lanche. Em 2007, o então diretor do Pateo do Collegio, Padre Carlos Alberto Contieri, decidiu transferir o Projeto OCA para o Museu de Arte Sacra dos Jesuítas, em Embu das Artes, tendo em vista a realidade social do Município.

A cidade de Embu das Artes compõe a sub-região Oeste da região metropolitana de São Paulo, caracterizada por pequena concentração industrial, baixo potencial de crescimento econômico e amplas áreas de proteção de mananciais. Estância turística, a história da cidade está diretamente relacionada com o Museu de Arte Sacra dos Jesuítas (MASJ) e com a chegada dos padres Jesuítas no Brasil.

Em 2019, já eram oferecidas, além de artesanato, oficinas de cerâmica e entalhe em madeira, chegando a atender 75 jovens.

Projeto cresceu e, em maio de 2013, foi transferido para o atual endereço em Embu das Artes (Estrada Kaiko, 40).

Atualmente, 200 crianças e adolescentes em situação de risco são atendidos após a jornada escolar. Recebem, além de transporte e refeições, acesso a oficinas de violão, violino, canto, dança, preservação, cerâmica, reciclagem, pintura, jogos de tabuleiro e recreação esportiva. Contando com uma equipe de 14 funcionários e 03 colaboradores, hoje, também oferece acompanhamento pedagógico, assistencial e psicológico.

Read More →
Compartilhe: